Resenha crítica – A Fúria dos Reis

2:04:00 PM

Titulo: A Clash of Kings
Ano: 2011
Editora: LeYa

George R. R. Martim retorna à Westeros para continuar sua saga iniciada em “A Guerra dos Tronos” e contar como os acontecimentos do primeiro volume afetarão as vidas de suas personagens e o rumo que cada um seguirá. 

Em “A Fúria dos Reis”, segundo volume das “Crônicas de Gelo e Fogo” o cenário da guerra está montado e as alianças formadas, mas traições, acontecimentos inesperados e improváveis vão fazer com que muitos planos antes “perfeitos” se tornem nada mais do que vãs esperanças. 

Os Sete Reinos de Westeros estão em uma guerra civil, enquanto a Patrulha da Noite monta uma força de reconhecimento ao Norte da Muralha para investigar as pessoas misteriosas, conhecidos como selvagens, que lá vivem. Enquanto isso, no distante Leste, Daenerys Targaryen continua sua busca para retornar e conquistar os Sete Reinos. 

Chamada de “A Guerra dos Cinco Reis”, as batalhas travadas pelos exércitos inimigos dominam toda Westeros e George R. R. Martin utiliza toda sua experiência narrativa para montar o mozaico de acontecimentos vistos através dos olhos de seus personagens “Pontos De Vista” e contar como cada acontecimento de um lado afeta todas as outras partes envolvidas. 

“A Fúria dos Reis” é brilhantemente narrado e bem construído ao longo de sua estrutura narrativa. É certo que o autor não prioriza as batalhas que acontecem no decorrer da história, somente narrando com detalhes a batalha do Água Negra, ocorrida no fim do volume, mas se concentra em detalhar como cada manobra e movimento do inimigo desencadeia acontecimentos imprevistos e complexos durante o desenvolver da história. 

A profundidade com que cada personagem é tratado, especificamente as personagens POV (Point Of View) e como se dá a formação de seus pensamentos, suas conclusões, medos esperanças, artimanhas e tudo o mais é extensamente tratado durante a narrativa, favorecendo uma construção complexa e profunda, demonstrando claramente as motivações de cada um e suas próprias versões da história.

George R. R. Martin continua coeso em narrar seu mundo de uma forma crua e fascinante, demonstrando ter uma imaginação sem limites ao criar verdadeiras obras de arte para aqueles que sabem o que estão lendo. Westeros é uma terra dura e perigosa e o autor não tem medo de colocar isso no papel, usando para isso suas personagens em situações cada vez mais perigosas e improváveis. 

“A Fúria dos Reis” cumpri seu papel muito bem ao manter o leitor com os olhos pregados das páginas e, apesar de, em alguns momentos decepcionar por não descrever situações que seriam muito bem vindas na história (dado ao fato de nenhum de suas personagens POV estarem presentes) ainda assim é contagiante e possui uma estrutura narrativa muito bem construída, favorecendo o entendimento de toda a história, mesmo que contada de forma fragmentada. 

Como seu predecessor, “A Fúria dos Reis” foi bem recebido pela crítica. Dorman Schindler, do The Dallas Morning News, o descreveu como "um dos melhores trabalhos neste subgênero em particular", elogiando "a riqueza deste mundo inventado e suas culturas... dá aos romances do Sr. Martin uma sensação de história medieval ao invés de ficção". Danielle Pilon escreveu no Winnipeg Free Press que o livro "mostra nenhum sinal da perda de objetivo usual de 'metade do livro'". Apesar dela achar que as mudanças de ponto de vista constantes serem "momentaneamente confusas", ela achou que ele "leva os leitores para dentro dos labirintos políticos e das intrigas militares e invoca simpatia por personagens em todos os lados do conflito". Steve Perry do The Oregonian chamou o livro de "facilmente tão bom quanto o primeiro" e comentou que os livros de As Crônicas de Gelo e Fogo eram "tão complexos, fascinantes e bem processados que os leitores certamente irão ficar presos em toda a série".

Comente e deixe sua opnião sobre o livro


Você também vai gostar de...

0 comments

Deixe aqui seu comentário e, se quiser, assine nosso Feed para receber as publicações do "The Reader" em seu e-mail.